Ebooks

INFORMAÇÃO IMPORTANTE
Infelizmente o 4shared bloqueou o acesso a conta onde eu armazenava os e-books (aparentemente tem algo haver com direitos autorais). Assim que tiver um novo site para armazenamento enviarei os links.

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Bandagem para o tratamento da bursite da pata de ganso

Uma bursa é uma pequena estrutura anatômica semelhante a um saco , que contém fluido sinovial em seu interior. Localiza-se entre o osso e um tendão ou músculo; e possibilita que o tendão deslize suavemente sobre o osso, diminuindo assim a fricção entre estas estruturas. A inflamação das bursas, ou bursite, é um distúrbio comum, podendo ser causada por sobrecarga mecânica ou movimentos repetitivos, especialmente em atletas com isquitibiais encurtados. Pode ser causada também por trauma direto.

Bursite da pata de ganso (pes anserie), ou bursite anserina, é o nome que se dá à inflamação da bursa localizada na inserção comum dos tendões dos músculos grácil, semitendíneio e sartório na face medial do joelho. Anatomistas são famosos pela criatividade que nomeiam as partes do corpo. Neste caso, o local da inserção destes tendões se assemelham à uma “pata de ganso”, daí seu nome.

Sintomas
O paciente queixa-se de dor na parte medial do joelho (ele geralmente é capaz de apontar com o dedo, indicando ser uma dor bem localizada), mais exatamente 2-3 dedos abaixo da linha articular, aproximadamente na altura da tuberosidade anterior da tíbia. A palpação da inserção da pata de ganso é dolorosa e a dor piora com atividade física como subir e descer escadas.


Tratamento
A bursite anserina geralmente é uma condição auto-limitada, ou seja: o paciente acaba melhorando com ou sem tratamento. Entretanto, ele melhora mais rápido em com menos recidivas se tiver acompanhamento fisioterapêutico. O objetivo final do tratamento de condições que envolvem stress mecânico de alguma estrutura é reduzir a sobrecarga sobre ela. Em um primeiro momento, deve-se solicitar repouso ao paciente. Entenda-se por repouso redução ao máximo de sobrecarga mecânica, tais como prática de esportes, longas caminhadas, subir e descer escadas. Gelo 2-3 vezes por dia durante 20 minutos e inti-inflamatórios também têm importância na fase aguda. Melhorar a flexibilidade por meio de alongamento dos isquitibiais. Mais uma vez, não há estudos demonstrando qual a melhor técnica de alongamento portanto use a que mais lhe agradar: PNF, energia muscular, etc...

Bandagem
Existe uma técnica de bandagem extremamente simples porém bastante útil nestes casos. Esta técnica eu aprendi quando fiz o curso do conceito Mulligan, não sei se é uma bandagem própria do método, pois não encontrei a descrição dela em nenhum livro, site e nem em nenhum artigo de fisioterapia. Mas o importante é que funciona e esta bandagem, se bem aplicada gera redução importante da dor e faz seu paciente sair do consultório bastante satisfeito (bem mais do que com o TENS, eu te garanto) Vou ensinar o passo a passo a seguir:

Primeiro passo: Identificar anatômicamente a região a receber a bandagem

Acima: face medial de joelho, desenho da inserção da pata de ganso e sua relação com a bursa

Em seguida aplique uma faixa de esparadrapo anti-alérgico. Na verdade o esparadrapo antialérgico tem uma aderência muito ruim à pele. Algumas vezes, em pacientes mais ativos fisicamente, eu ensino o paciente a aplicar ele próprio a bandagem diretamente com o esparadrapo comum para ele reaplicar em caso de descolamento)

A idéia da próxima faixa de esparadrapo será tracionar anteriormente os tendões da pata de ganso, fazendo um realinhamento biomecânico e diminuindo um pouco o stress mecânico sobre a bursa, do jeito que está demonstrado acima.

Depois de aplicar o esparadrapo anti-alérgico, aplique uma segunda faixa, desta vez de esparadrapo comum, aplique de posterior para anterior, tracionando e "aproximando" a pele com os dedos conforme a figura acima. Ao final, a pele sob a bandagem deve ficar com um aspecto enrugado como "casca de laranja".


Pronto, última imagem, a seta indica a direção da tração aplicada. Ao final da bandagem peça ao seu paciente apra caminhar e repetir os movimentos que causam dor. Se você tiver tido êxito, então seu paciente sentirá uma redução importante da dor e irá pra cas asatisfeito com seu atendimento.
IMPORTANTE

  1. O esparadrapo não deve permanecer por mais de 48 hs em contato com a pele para evitar lesões cutâneas
  2. A bandagem garante apenas um repouso às estruturas e redução da dor. E deve ser usada em conjunto com outras técnicas de fisioterapia
  3. Se não houver melhora imediata da dor, retire e refaça a bandagem. Os efeitos devem ser imediatos. Se a dor não diminuir, então não tem porque o paciente ir para casa com ela.

Espero que esta postagem tenha lhe acrescentado algum conhecimento útil e que você possa ajudar pacientes a terem um tratamento fisioterapêutico mais eficaz

19 comentários:

LÁ_NÊ disse...

gostaria de ver fotos explicando como fazer a bandagem na bursite do ombro.obrigada.por favor me mande no email abaixo: athahydes_2009@hotmail.com

Anônimo disse...

Ola Fisio Humberto !! Parabens, gostei do seu blog, muito informativo.
Gostaria de saber como fazer bandagem em joelho com artrose.
Obrigada,
Luciane

luly_rosa@hotmail.com

placido disse...

Ola colega Humberto.
Gostaria de ver fotos explicando como fazer bandagem bursite do ombro;
pode mandar pelo emaill:
placidoeandrade@uol.com.br

Parabens pelo blog,so assim poderemos ser mais respeitado...
Grande abraço Placido "Fortaleza-Ceara"

placido disse...

Ola colega Humberto.
Gostaria de ver fotos explicando como fazer bandagem bursite do ombro;
pode mandar pelo emaill:
placidoeandrade@uol.com.br

Parabens pelo blog,so assim poderemos ser mais respeitado...
Grande abraço Placido "Fortaleza-Ceara"

Anônimo disse...

Escrevo para agradecer a divulgação desse tratamento da bandagem. Foi a salvação do meu final de ano, já que anti-inflamatórios não estavam ajudando nada... Parabéns pelo blog e um abraço.
Aline

Humberto Neto disse...

Aline, que bom que a bandagem lhe ajudo, mas espero sinceramente que além da bandagem, você tambem esteja em acompanhamento fisioterapêutico.
Atenciosamente

Anônimo disse...

Muito bom. Obrigado.

Anônimo disse...

obrigada pela dica da bandagem para a "pata de ganso"
Eu estava quase morrendo de tanta dor e de tanto analgésico e antiinflamatórios, sem resultados
Para mim foi muito bom
Obrigada

Anônimo disse...

Caraacaaa achei uma mina de ouro!!
Parabéns por sua iniciativa...te agradeço como acadêmica de fisio e futura colega de profissão ja q estou na reta final, graças a Deus...Muito sucesso pra vc!!

Anônimo disse...

Maurício - Ribeirão Preto

Gostaria muito que algum especialista tivesse solução para essa lesão de Pata de Ganso, pois já procurei 2 especialistas e ambos me recomendaram apenas cessar as atividades fisicas, fazer aplicação de gelo, manter repouso e em caso de dor, tomar anit inflamatórios... porém estou a quase um ano fazendo estes procedimentos e de nada adinatou, é parar de tomar remédio a dor volta mesmo em repouso... Será que não existe alguma forma de curar esta lesão ? Vou ter que conviver sempre com isso ? E sem poder voltar a fazer minhas corridas ? Algum especialista pode me ajudar ?

Regina Lessa disse...

Achei muito interessante o precesso da bandagem e seu blog é ótimo.
Gostaria de ver fotos explicando como fazer bandagem bursite do ombro;
Se você puder,pode mandar pelo emaill:
regglessa@terra.com.br
Grata,
Regina

Anônimo disse...

Olá...sou fisioterapeuta e corredora faz 2 semanas q sofro com a sindrome anserina, hj vou aplicar a bandagem ver se melhora. Obrigada pela dica!

Maria de Lourdes Santos disse...

continue incentivando o tratamento sobre síndromes de tendinite e pata de ganso e outras,pois ajuda tirar muitas dúvidas de pacientes e fisioterapeutas.
obrigada!

Anônimo disse...

Olá Mauricio, estou com o mesmo diagnostico, pata de ganso. Estou tratando há 6 meses, sem nenhuma evoluçao no quadro clinico. Voce conseguiu curar sua lesao?

Obrigado.

Vinicius

fabiano jose dos santos disse...

ola to com muinta dor to com esse problema de pata de ganço quanto tempo vc acha que posso me recupera to fazendo fisioterapia pratico corrida to ate pensando e disistir desanimei pode me dar alguma sujestam

Nayara Carolina Alves disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nayara Carolina Alves disse...

Excelente conteúdo...
Obrigada

camila disse...

Essa bandagem é a Therapy tex?

Emilia - fisio disse...

Muuito boa e pertinente a técnica colega! Parabéns pela iniciativa.